paper dreams, honey.






👏


há em mim uma sede de infinito,
uma angústia constante que nem eu mesma compreendo,
pois estou longe de ser uma pessimista;
sou antes uma exaltada,
com uma alma intensa,
violenta,
atormentada,
uma alma que tem saudade …
sei lá de quê!

– Florbela Espanca (via recitarpoesias) Via Recitar Poesias



poesilia:

Ismar Tirelli Neto (em “Synchronoscopio”, ed. 7letras)





(Source: wild-lion)


Virei pedra e entendi porque a solidão é a experiência mais universal de todas. A solidão é muito sacana. Num dia, ela te deixa eufórico, pensando nessa liberdade possível de não dever satisfação a ninguém e nessa possibilidade infinita de realizar todas as tuas vontades. Mas, no outro dia, a solidão te dá uma rasteira daquelas bem dadas. E te faz cair na real. Tu estás só feito um cão de rua, meu filho. Ninguém te ama, ninguém te quer, ninguém te conhece, ninguém tem acesso à tua alma. Tuas neuras são só tuas, e parece que nada nem ninguém preenche esse vazio.

Caio Fernando Abreu. (via regou)

(Source: s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

Via no love, no emotions


1182
To Tumblr, Love PixelUnion